A Importância dos Têxteis na Decoração

O tecido têxtil é um material à base de fios de fibra natural ou sintética utilizado no fabrico de roupas, têxteis para casa nas mais diversas formas, entre outros.

 

Existem vários tipos de fibras:

Fibras naturais

Os tecidos de fibras naturais, considerados básicos e clássicos, podem ter três origens, a origem animal ( e seda), a origem mineral (amianto) e a origem vegetal (algodão, juta, cânhamo, linho e sisal).

Fibras Sintéticas

Os tecidos sintéticos são fibras produzidas pelo homem usando como matéria-prima produtos químicos, da indústria petroquímica. As mais conhecidas são o poliéster (PES), a poliamida (PA), o acrílico (PAC), o polipropileno (PP), e o poliuretano elastomérico – elastano (PUR).

Fibras Artificiais

Os tecidos artificiais provêm de, fibras celulósicas, tais como acetatos e viscose, e “fibras proteínicas”, procedentes de matérias como o milho e óleos vegetais. Imitam perfeitamente a seda e incluem tecidos como o algodão.

 

Os Têxteis na Decoração

Os têxteis, têm grande importância na decoração das nas nossas casas, tornando-as consideravelmente mais confortáveis. Transmitem-nos uma sensação de relaxamento e conforto, além de nos inspirarem e cativarem.

Estes adornos tão relevantes revestem as nossas casas e têm formas e origens diversificadas. Falamos desde as almofadas, os tapetes, os cortinados, as colchas, os lençóis, mantas, entre muitos outros.

 

Por vezes precisamos de uma lufada de ar fresco nossas casas, mas nem sempre temos o orçamento desejado, assim, e para uma alteração menos estrutural ou pesada na carteira, basta substituir os têxteis e toda a sua casa mudará!

Na decoração, a cor e a textura andam de mãos dadas, mas podem assumir papéis muito diferentes.

Apostar em elementos com texturas fortes pode ser uma forma subtil e ao mesmo tempo impactante de dar um toque especial na decoração. Apostar em têxteis com personalidade, que se afirmam não pela sua cor ou padrão, mas pela textura, é uma maneira de criar ambientes através da textura

A textura dos materiais, tal como a cor, permite aquecer ou arrefecer ambientes, conferir um estilo mais industrial, mais boho, mais étnico, mais campestre ou mais minimalista.

 

CORES

Tal como na moda, a paleta de cores na decoração também é importante, uma vez que pode ajudá-lo a definir o caminho para o restyling da sua decoração. Definir as cores a introduzir é um passo crucial, reduzindo assim o leque de opções disponíveis.

As propostas para as cores, vão desde cores quentes e coloridas, às tonalidades mais frias e discretas. Além destas, já se sabe que o branco reflete a luz e é sempre uma boa base para conjugar com as demais.

As cores quentes são todas as encabeçadas pelas gamas de vermelhos ou laranja, enquanto as frias são aquelas em que encontramos azuis, verdes ou turquesa.

 

Se, por exemplo, quisermos decorar uma divisão soalheira ou clara, podemos jogar com os tons frios nos tecidos, pois o calor natural do sol conseguirá um contraste muito bonito e refrescante. Se, pelo contrário, partimos de uma divisão pouco iluminada, devemos optar pelos tons mais quentes, pois com eles conseguirá um efeito mais acolhedor.

É importante não confundir cores quentes ou frias com escuras e claras. Se temos uma divisão pouco iluminada, é importante escolher cores claras, para que proporcionem mais luz a todo o espaço. Se, pelo contrário, estamos perante uma divisão luminosa, poderemos arriscar mais e usar cores mais escuras.

 

TEMA

Motivo geométrico? Floral? Minimalista? Gosta de inovar ou tem medo de arriscar? Tem algum tema predileto na sua vida? Prefere conteúdos mais abrangentes e abstratos? E de animais, gosta? Sendo este, porventura mais usado nos quartos de criança.

 

TEXTURAS

Desde o algodão, a pele, a lã, o linho, a seda ou os sintéticos causam sensações distintas e enquadram-se em ambientes diferentes entre si.

Graças a esta variedade disponível de tecidos podemos jogar com a suavidade, a aspereza, a consistência, a dureza, a fragilidade ou com a combinação delas para conseguir o efeito desejado.

 

 

  • PELO, VELUDO, LÃS E TECIDOS QUENTES: Este tipo de materiais permite aquecer os espaços, dotá-los de conforto e sofisticação.
  • LINHOS E ALGODÃO: Tecidos leves, finos e requintados dão um toque de leveza, ideal para decorações minimalistas, com um toque orgânico e natural. Este tipo de tecido, com uma textura muito leve e elegante, é muito confortável o toque e ao olhar.
  • FIBRAS NATURAIS: Ambientes rústicos, campestres, casas de campo ou de praia pedem tecidos resistentes e práticos. O algodão, as fibras, a juta e o sisal são materiais ideais para este tipo de decorações.
  • JACQUARD: Este tipo de trabalho no tecido, aliado a cores nobres, dão imediatamente um toque de sofisticação, ideal para ambientes clássicos e intemporais.

 

Arrisque e aposte nos têxteis!

 

 

 

Digite o seu comentário